Blog Vida Animal

  • Vida Animal

Cuidados para criar sua própria calopsita

Antes da adoção de qualquer pet é necessário que o tutor pesquise ao máximo sobre informações básicas e práticas de bem-estar para uma adoção saudável. Quando se trata de aves e roedores, por exemplo, essa pesquisa inicial torna-se ainda mais relevante, já que se trata de animais domésticos não tão habituais como gatos e cães. Chegou a sua vez de criar com todo carinho uma calopsita? Confira as dicas abaixo!


Espaço

A calopsita é uma ave que necessita de um espaço próprio e aberto. Visto isso, o ideal é criá-la solta (caso haja a possibilidade) ou em gaiolas bem espaçosas. A espécie vive bem em pares e precisa tomar um solzinho para repor as vitaminas vez ou outra, assim como nós. Atenção para isso também!


Alimentação

Escolha, na grande maioria das vezes, suplementos e rações, pois eles já contêm as vitaminas necessárias para elas. Um casal adulto pode comer cerca de dois quilos da ração por mês.


Forneça também pedacinhos de pães duros, cenouras, talos de couve e similares. Além de distraí-las pode ser uma ótima fonte de cálcio.


Brinquedos

Sim, elas também brincam! Você pode investir em cordas, escadas ou brinquedos caseiros, mas é importante é inseri-los aos poucos para não lotar o espaço da gaiola. Elas amam espaços amplos, lembra?


Banho

Para o momento do banho, pode-se investir em borrifadores (à distância) simulando chuva. Insira um recipiente com água na gaiola ou mantenha a ave na chuva por alguns minutos. O banho deve ser proporcionado regularmente!


Pronto! Após algumas informações básicas você está preparado para adotar sua nova ave. Aproveite com amor. Lambeijos e até a próxima!



61 visualizações